Espaguete do Programa Sabor a Bordo

0

espaguete-do-programa-sabor-a-bordo-01

Amo assistir programas de culinária e um que sempre tive o costume de ver era o Sabor a Bordo, que é comandado pelo chef Alessandro Eller e que é transmitido pela Rede Tribuna. Em um dos episódios foi ensinado um prato delicioso. Era um espaguete com carne, creme de leite e cogumelos. 

Com papel e caneta nas mãos a escrevi e guardei com muito carinho, aguardando um momento legal para preparar. Tem muito tempo isso! Em uma das primeiras vezes que preparei o espaguete, ficou péssimo! Isso é normal para uma cozinheira que estava iniciando seus trabalhos, rs…

Como hoje é o dia dos namorados, que tal preparar esta receita para o seu amor? Será uma grata surpresa e tenho certeza que vocês irão amar! Só não se preocupe com o meu comentário acima, foi má sorte de principiante mesmo, rs!

Este post foi preparado especialmente para a leitora Eliz, pois o espaguete tem um ingrediente especial que ela me presenteou. Através dele que eu resgatei esta receita e vou te ensinar a preparar. Obrigada Eliz! <3


Espaguete do Programa Sabor a Bordo

Ingredientes:

100grs de espaguete;

½ cebola pequena picada;

150grs de filé mignon (eu usei alcatra e ficou ótimo também);

250mls de creme de leite fresco;

10grs de cogumelo seco funghi;

Azeite para refogar;

Sal e pimenta do reino moída na hora a gosto;

Salsinha picada para decorar.

Modo de preparo:

Espaguete:

Cozinhe o espaguete conforme as instruções da embalagem. O ponto ideal é quando a massa fica al dente, mas caso você prefira mais macia, fica ao seu critério.

Dicas de cozimento de massas em geral:

  • A medida para qualquer quantidade de macarrão é a seguinte: a cada 100grs, 1 litro deverá ser adicionado na panela, como é o caso da receita de espaguete de hoje;
  • Aprendi em um dos episódios do programa do Jamie Oliver que a água para cozinhar a massa deve ser salgada como a água do mar. Depois que aprendi esta técnica, passei a gostar ainda mais de fazer macarrão!;
  • Nunca coloque óleo ou azeite dentro da água do cozimento, pois estes produtos criam uma película que impede que o molho incorpore a massa;
  • Falando em água do cozimento, reserve um pouco dela. Seu amido ajuda a deixar o molho mais cremoso;
  • Faça com que o molho a ser utilizado na massa já esteja pronto junto com esta. Assim não será necessário escorrer a massa, com o auxílio de um pegador de macarrão, transfira a massa para a panela do molho.

 Molho de carne com cogumelos:

Coloque azeite em uma panela, e refogue a carne não temperada. Acrescente o sal, a pimenta e deixe dourar, após isto adicione a cebola, os cogumelos já hidratados em água morna por 30 minutos (ou vinho branco) e misture bem. No final, junte o creme de leite e incorpore aos demais ingredientes.

Depois de tudo pronto é só misturar o espaguete ao molho e decorar com a salsinha picada. Para o efeito da massa que está na foto, você tem que fazer o seguinte: com o auxílio de um garfo grande, pegue a quantidade de espaguete que deseja servir e “enrole” com uma colher grande, depois disso é só transferir para o prato. Amo este resultado!


Fica uma delícia! Corre o risco de eu repetir esta receita para hoje à noite… será que meu eterno namorado vai gostar? Rs

E aí, gostou da receita de hoje? Irá preparar algo para o seu amor?

Beijos, fique com Deus!

Bom final de semana!

Previous articleAntimofo caseiro: dicas e receitas
Next articleMoldura de quadro para tirar foto: DIY
<p>Evangélica, esposa, advogada e grande entusiasta em descobrir e compartilhar novidades!</p> <p>Desde pequena estive envolvida em meio a tecidos e revistas, pois minha mãe trabalhava em uma loja especializada do ramo. Brinquei de comidinha, casinha, de costurar roupas para minhas bonecas. Brinquei também de queimada, futebol, pique-esconde… talvez por crescer fazendo tantas coisas, veio também meu desejo de falar sobre os mais diversos assuntos.</p> <p>Amante do “Faça Você Mesmo” ou “DIY” desde criança, quando cheguei a época da escolha do curso, quis fazer moda. Mas minha mãe disse que isso não era curso “para gente pobre”, então após diversas conversas com familiares, decidi fazer o curso de Direito.</p> <p>Formei (e amo o meu curso!), mas o desejo e gosto por moda, beleza, variedades e minha vontade em compartilhar informações falou mais alto!</p>

Comenta aí, vai!