Buquê de feltro em formato de coração: DIY

0

buque-de-feltro-20

O buquê de feltro é uma ótima opção para a dama entrar na cerimônia de casamento e que pode ser aproveitado na hora da noiva jogar o buquê para solteiras.

É um projeto DIY bem fácil e barato! Fui madrinha de casamento de uma grande amiga e ela me pediu para eu fazer alguns itens. O primeiro, a gravata para cortar no casamento, já postei aqui. Hoje vou te ensinar como faz o buquê de feltro!

O buquê de feltro dá um toque delicado e aconchegante a cerimônia de casamento. Se feito pela família ou alguém especial, o sentimento aumenta! Passa a impressão de cuidado nos detalhes (bem, pelo menos eu tenho esta impressão, rs).

O negócio é tão fácil de fazer que quando você menos esperar, ele já estará pronto! Gastei em média (sou bem detalhista, por isso demoro mais) uns 8 minutos para confeccionar cada coração. Salvo engano eu fiz de 10 a 12 para o buquê de feltro.


Buquê de feltro em formato de coração

Materiais:

20 cm de feltro vermelho (não pode ser fino demais);

1 carretel de linha vermelha para bordar;

Arame encapado (usei branco, mas você pode escolher outra cor);

Manta acrílica (usei bem pouco, uns 100grs no máximo, geralmente é vendido a quilo);

Cola quente (ou outra de sua preferência);

Agulha para bordado;

Tesoura afiada;

Molde de coração em papel.

Passo-a-passo:

*Clique na imagem para ampliar

Corte o feltro no formato de coração (eu dobro o tecido para fazer 2 por vez), para dar mais firmeza entre o molde e os tecidos, prenda com a agulha. Coloque a linha na agulha como se fosse costurar algo e dê um pequeno nó.

Comece a costura do “bico” do coração para dentro, iniciando a costura com a linha entre os dois pedaços de feltro. Tome cuidado na hora da costura, tente deixar os pontos mais parecidos possíveis.

Não costure até o final. Deixe um pedaço de 2cm para colocar a manta acrílica. Adicione aos poucos até deixar ele cheio (eu gosto dele com bastante enchimento, fica quase duro).

Acabe de costurar, feche e dê um nó (mas não corte a linha!). Com a cola quente (ou outra de sua preferência, passe um pouco de cola na ponta do coração (onde começou e terminou a costura, bem no centro) e coloque o arame encapado (para dar mais estabilidade ao coração, deixo uns 3cm dentro dele. Utilizei cerca de 15cm para cada coração. Dê mais um nó, passe a linha por dentro do coração, puxe e corte (o resto da linha vai ficar dentro do coração)

O coração está pronto! É só fazer a quantidade necessária, arrumar todos e arrematar com uma fita. Como o cabo dos corações ficaram longos, dobrei uma parte para estruturar mais o buquê de feltro.

O legal de se fazer desse jeito é que se a noiva for aproveitar para jogar o buquê de feltro para solteiras, ele pode ser dividido e várias solteiras ficarão felizes!


Buquê de feltro: outras opções

Esta ideia pode ser aproveitada caso a noiva não queira que uma das damas entre com o buquê de feltro. Que tal fazer um buquê em forma de sapo? Ou para a noiva católica, um buquê de feltro do santo casamenteiro é uma boa opção!


E aí, gostou do DIY de hoje?

O mês está acabando esta semana, mas ainda tem vários posts sobre a temática casamento! Várias dicas para você aproveitar… pelo visto este assunto ainda vai rolar aqui pelo próximo mês… e no outro… quem sabe em todos? Rs

O lema do blog é “fale sobre o que te faz feliz”, então, vou falar muito ainda sobre casamento, pois é um assunto que me deixa muito feliz! Ele também deixa você assim?

Agradeço a Thays e a Eliz por me permitirem a divulgar a foto com suas lindas crianças por aqui, muito obrigada mesmo! <3

Beijos, fique com Deus!

Previous articleRisoto tradicional na panela de pressão
Next articleBrigadeiro mole sabor cachaça: lembrança para festa
<p>Evangélica, esposa, advogada e grande entusiasta em descobrir e compartilhar novidades!</p> <p>Desde pequena estive envolvida em meio a tecidos e revistas, pois minha mãe trabalhava em uma loja especializada do ramo. Brinquei de comidinha, casinha, de costurar roupas para minhas bonecas. Brinquei também de queimada, futebol, pique-esconde… talvez por crescer fazendo tantas coisas, veio também meu desejo de falar sobre os mais diversos assuntos.</p> <p>Amante do “Faça Você Mesmo” ou “DIY” desde criança, quando cheguei a época da escolha do curso, quis fazer moda. Mas minha mãe disse que isso não era curso “para gente pobre”, então após diversas conversas com familiares, decidi fazer o curso de Direito.</p> <p>Formei (e amo o meu curso!), mas o desejo e gosto por moda, beleza, variedades e minha vontade em compartilhar informações falou mais alto!</p>

Comenta aí, vai!